2022

SEGMENTO

HIPERMERCADOS E ATACADISTAS


NPS MÉDIO DO SEGMENTO

47

Este segmento é novo ou passou por mudanças significativas, por isso não há comparação com o ano anterior.


MARCAS AVALIADAS

8

Destaques do segmento

Pão de Açúcar e Assaí Atacadista
NPS
55
Atacadão
NPS
51

Em 2021, o setor de supermercados, hipermercados e atacadistas viu o comportamento do consumidor passar por várias mudanças: o avanço da vacinação levou mais gente para os corredores do mercado, mas o escalonamento do desemprego e a diminuição do auxílio emergencial restringiram a renda do consumidor, que também foi impactado pela alta da inflação, que por sua vez chegou a dois dígitos em produtos como açúcar, ovos, carnes e cafés.


O relatório Consumo nos Lares Brasileiros - realizado pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) - analisa as vendas de todo o setor supermercadista, contemplando desde lojas de vizinhança e minimercados a hipermercados e atacarejo, tanto online quanto offline.


Em 2021, o setor apresentou uma alta de 3% em comparação com o ano anterior, mas mostrou alguns impactos do cenário macroeconômico nos hábitos do consumidor: volta da concentração de compras na primeira semana do mês, consumidor mais seletivo e em busca de promoções e mudança de marcas para economizar.


Estas características também aparecem entre os principais motivos apontados por promotores e detratores, como preço, promoção e variedade de produtos.


As marcas que mais se destacaram pela experiência oferecida foram Pão de Açúcar, Assaí Atacadista e Atacadão. O setor como um todo atingiu um NPS de 47 e está entre os dez segmentos com pior NPS.



Principais motivos da nota:

Detratores

Preço / Relação custo-benefício

22%

Experiência na loja física

18%

Promoção

11%

Promotores

Preço / Relação custo-benefício

23%

Promoção

19%

Variedade de opções

16%